Lendas Urbanas

Home

Area Secreta
Oque são lendas urbanas?
Guerreiros Fantasmas da Colina Cadbury
A Bruxa de Gwrach-y-rhibyn
Artistas e Seus Pactos
Mulher de Branco
Bill Gates
Bill Gates - ZUEIRA
Boneca da Xuxa
O caso do Rim
Bruxas
Fantasma da indonésia
A Gangue do Palhaço
Abraço
Morte de Kurt Cobain
Courtney Love Mandante do Crime?
Foto da Carta de suícidio,Tradução da Carta
Frango
Papai Noel
O Carro Riscado
A Mata da Noiva
Arranhões na Janela
A Loira do Taxi
A Hora da Morte
O Casamento Amaldiçoado
A lenda do sinal de farol
O boneco do Fofão
Os gritos do inferno
Espelhos
A copa de 1998
Leis de Murphy
Vocabulário
Futebol de Rua
e-mail-me
Papai Noel

Porque Papai Noel não existe

Se você algum dia chegou à pensar que Papai Noel existe, temos aqui uma explicação lógica e matemática para a inexistência do "bom velhinho"

Existem aproximadamente 2 bilhões de crianças (considerando-se crianças, pessoas com menos de 18 anos) no mundo. Porém, como Papai Noel não visita criança das religiões Muçulmana, Hindu, Judaica e Budista, isso reduz o trabalho na noite de Natal para 15 % do total, ou 378 milhões de pessoas (de acordo com o Bureau de Referência de população). À uma taxa média de 3,5 crianças por lar, tem-se um total de 108 milhões de lares, considerando que haja pelo menos 1 criança boazinha em cada lar.

Papai Noel tem cerca de 31 horas de Natal para trabalhar, graças à diferença de fuso-horário e à rotação da Terra, considerando que ele viaje de leste para oeste (o que parece lógico). Isso resultaria em 967,7 visitas por segundo, e significa que, para cada casa cristã com uma criança boazinha, Papai Noel tem cerca de 0.001 (1/1000) segundo para estacionar o trenó, saltar, pular na chaminé ou em qualquer outro orifício das casas que não possuam esta, encher as meias, distribuir os presentes restantes sob a árvore, comer algum lanche que tenha sido deixado para ele, subir de volta pela chaminé ou seja lá por onde for, entrar no trenó e ir até a próxima casa.

Considerando que cada uma das 108 milhões de paradas esteja distribuida uniformemente pelo mundo (o que, naturalmente, sabemos ser falso, mas será aceito para fins de cálculo), estamos falando agora de aproximadamente 1,25 km por casa uma viajem total de 121,5 milhões de km, sem contar idas ao banheiro e descansos. Isso significa que o trenó do Papai Noel move-se a uma velocidade de 1.046 km/s - 3 mil vezes a velocidade do som.

Para fins de comparação, o veículo mais veloz já construído pelo homem, a sonda espacial Ulisses, move-se a acanhados 44,1 km/s, e uma rena normal pode correr a 24 km/h (no máximo).

A carga útil do trenó representa um outro elemento interessante. Considerando que cada criança não receba nada mais que um Lego médio (907g), o trenó levaria mais de 500 mil toneladas, sem contar o peso do "bom velhinho". Em terra, uma rena normal não puxa mais que 136 kg.

Mesmo admitindo que renas "voadoras" pudessem puxar 10 vezes o normal, o serviço não poderia ser feito com 8 ou 9 delas - Papai Noel precisaria de 360 mil renas. Isso aumentaria a carga, sem contar o peso do trenó, mais 54 mil toneladas, ou proximadamente sete vezes o peso do Queen Elizabeth 4 (o navio). 500 mil toneladas viajando a 1.046km/s cria uma enorme resistência do ar isso aqueceria as renas da mesma maneira que uma nave espacial ao reentrar na atmosfera da Terra. O primeiro par de renas absorveria 14,3 x 10 elevado a 19 joules de energia por segundo. Em resumo, elas explodiriam em chamas quase que instantaneamente, explodindo as renas atrás delas e criando estrondos sônicos ensurdecedores em seu rastro. Todo o conjunto de renas seria vaporizado em 0.00426 segundo, ou quase quando Papai Noel atingisse a quinta casa em sua viagem. Porém, nada disso importa, pois o Papai Noel, com a aceleração resultante de uma parada brusca a partir de 1.046 km/s em 0,001 segundo, estaria sujeito a uma força de 17 mil G's.

Um Papai Noel de 113 kg (que parece ridiculamente magro) seria imobilizado no fundo do trenó por 1.957.258 kgf o que esmagaria instantaneamente os seus ossos e órgãos, reduzindo-o a uma bolha trêmula de meleca pegajosa cor-de-rosa.

Conclusão: Se Papai Noel existiu, ele já está morto, à muito tempo.

Ps. : Isso tudo sem levar em consideração, condições climáticas adversas, ou qualquer outro contratempo.